Hipnose no Resgate



resgate-hipnose

Bombeiros franceses usam técnicas de hipnose para ajudar vítimas de acidentes a se recuperarem dos traumas

A hipnose parece diminuir a dor e o sofrimento emocional das pessoas que ficam presas ou feridas em acidentes acidentes: “Olhe nos meus olhos. deixe a sua mente se esvaziar e o seu corpo vai relaxando”, diz o bombeiro, David Ernenwein, usando as palavras calmantes da hipnose para ajudar uma vítima de trauma. Esta técnica está sendo usada por bombeiros, na região francesa da Alsace.

Na estação de resgate Haguenau, 120 bombeiros foram treinados em hipnose médica para aprender a acalmar uma vítima presa sob os escombros, em um carro após um acidente, ou até mesmo uma pessoa que sofre um ataque de asma.

A idéia é que a hipnoterapia pode complementar a assistência tradicional de primeiros socorros.

“Estas são as técnicas verbais, gestuais e respiratórias que visam a aliviar a dor e a ansiedade, mas que, obviamente, não substitui os primeiros socorros tradicionais”, explica Cécile Colas-Nguyen, uma enfermeira e membro da brigada de incêndio e treinadora de hipnose.

Enquanto os bombeiros chegam ao local de um acidente e começam a trabalhar cuidando dos feridos, ou tentam soltar uma pessoa presa às ferragens, o pessoal treinado em hipnose estabelece uma ligação mais pessoal com a vítima, e ajuda a desviar a sua atenção para longe da cena do trauma.

Normalmente os bombeiros falam com uma voz calma e ponderada e têm o cuidado de evitar palavras negativas. Em vez de focalizar a dor da pessoa, a ênfase é sobre seu bem-estar.

“A nossa primeira avaliação parece mostrar benefícios: em 100% dos casos, as pessoas disseram que sentiam como se o tempo estivesse distorcido. Parecia que o tempo que os bombeiros levaram para cuidar deles foi menor do que realmente aconteceu”, diz Colas-Nguyen.

Funcionários do Ministério do Interior estão cautelosamente e otimistas sobre o experimento Alsace.

“Nós já sabíamos, há algum tempo, que a hipnose funciona, ela não é um placebo”, diz Stephane Donnadieu, um bombeiro médico treinado e conselheiro para as operações de resgate da França. “Mas você precisa de pessoas com formação adequada: Esse é o desafio, como as equipes que só recebem formação de curta duração.”

Realmente não é pura hipnose que é usada, ele diz, “mais certas técnicas de hipnose”. Porém “se isso pode trazer uma maior calma, empatia e apoio, já é bom”, garante o bombeiro.

O verdadeiro teste será ver se os bombeiros podem usar com sucesso suas novas habilidades em circunstâncias particularmente ruidosas e traumática, acrescenta.

Não tem problema, diz Colas-Nguyen. “Nós podemos ajudar as vítimas a desligar a atenção do que está acontecendo ao seu redor. E mesmo o beep dos equipamentos médicos pode ajudar a focar a atenção de uma pessoa, enquanto ajudamos a transportá-la para outro lugar”, diz ela.

Haguenau estação gerente David Ernenwein diz que está “convencido” de que ométodo é útil. “Todos nós temos notado que quando seguramos a mão de alguém, as coisas vão melhorando, mesmo se não a rotulamos como hipnose “. A primeira coisa que nós podemos fazer para ajudar as pessoas é acalmá-las, e esta técnica nos deu as ferramentas para ser capazes de fazer isso, para ajudar as pessoas a sofrer menos “, diz ele.

No momento o uso da hipnose é exclusivo para  a brigada de Alsace, mas YvesDurrmann, chefe médico da brigada, diz acreditar que logo bombeiros em toda a França devem passar a usá-la.

Primeiro lugar, temos que confirmar a utilidade da técnica para ela ser aprovada.

Pelo menos nos próximos seis meses, a brigada de Haguenau estará mantendo um registro das taxas como os níveis de dor, batimentos cardíaco, e emoções das vítimas que eles ajudam. Estes resultados serão comparados com estatísticas de vítimas atendidas pelos bombeiros que não usaram a hipnose.

Fonte: http://www.nydailynews.com/life-style/health/french-firemen-test-hypnosis-victims-article-1.1381242

Tradução e adaptação
Leon Vasconcelos, Psy.

Comportamento.Net