Leon Vasconcelos/ Abril 18, 2011/ Publicações

hypnosisREX2908_228x344

Durante muitos anos os antropólogos médicos buscaram compreender porque as terapias místicas religiosas conseguiam obter bons resultados nos casos em que a medicina havia falhado. As pesquisas sobre a influência emocional e sugestiva que as religiões exercem em seus cultos, conduziram a novas descobertas no campo da psicobiologia. Essas descobertas foram associadas às técnicas de hipnoterapia, o que levou ao desenvolvimento dos métodos de tratamento das Terapias Mente-Corpo, como a Hipnoterapia Simbólica.

As influências sugestivas e as experiência de transe são consideradas os fatores centrais para a ativação das respostas de autocura do organismo, não só comportamentais, mas também, neuroquímicas. Sabe-se que o sistema límbico hipotalâmico do cérebro é o principal conector e modulador da atividade biológica dos sistemas autônomos, endócrino e imunológico em resposta à sugestão mental e às crenças e pensamentos (ROSSI, 2005).

A terapia mente-corpo não se propõe a analisar e interpretar o comportamento conforme as terapias tradicionais, tampouco usar dogmas e crenças sobrenaturais para explicar a cura, como nas religiões. O objetivo é acessar recursos inconscientes por meio de uma experiência de transe hipnótico para facilitar os processos de transdução da informação entre a cognição e os sistemas orgânicos, mobilizando assim o organismo para a cura por uma via psicológica-vivencial.

Recentes estudos psicofisiológicos confirmam o impacto do psíquico sobre o físico, evidenciando que mente e corpo fazem parte de um único sistema integrado que se influencia mutuamente (GINANDES; ROSENTHAL, 1999; ROSSI, 2002b, 2005).

mente corpo

Como Funciona a Terapia Mente Corpo

Descobriu-se que um das principais características para a mobilização e cura do organismo acontecia após a vivência de estados alterados de consciência. Por isso, o primeiro passo para o estabelecimento da terapia mente-corpo é acessar os recursos inconscientes, por meio de técnicas de imaginação guiada e hipnose clínica. É o momento que o paciente pode entrar em contato mais profundo consigo mesmo e estabelecer uma comunicação direta com a parte que inconsciente que produz os sintomas.

Diferente da imagem popular da hipnose que se vê na tv, na terapia mente-corpo as palavras do terapeuta não funcionam como programações, ordens, poder, ou interpretações de conteúdo no sentido tradicional. Elas têm função heurística, que visa criar novas associações mentais e buscar soluções para problemas pessoais, a partir dos próprios recursos inconscientes do paciente, mantendo-o profundamente focado nos seus objetivos.

O terapeuta não tem a preponderância de querer explicar tudo, conforme a conhecida explicação “Freud explica”, que se refere ao ideal popular do cientista a que tudo busca uma explicação racional e lógica. O objetivo é permitir que as mudanças aconteçam e surjam naturalmente, muitas vezes, sem qualquer justificativa racional, pois a adaptação faz parte da evolução natural dos seres vivos ao ambiente em que vivem, seja este físico, ou cultural (ROSSI, 2005).

Durante a terapia não há qualquer tipo relação de submissão, ou de domínio por parte do terapeuta, ao contrário, ele tem o papel de facilitador, visando ajudar o paciente a acessar habilidades, lembranças e recursos inconscientes que podem ser mobilizados para sua cura e resolução de conflitos.

Como a terapia não se propõe analisar conteúdos, ou dar explicações racionais sobre os comportamentos, a terapia é realizada de forma breve, entre cinco a dez sessões, com aproximadamente cinqüenta minutos de duração, cada.

Indicações da Terapia Mente Corpo

brain_under_hypnosisNão há indicação específica para a terapia, uma vez que tanto doenças físicas quanto mentais podem ser afetadas por via psicológica e emocional.
Por se tratar de uma intervenção breve, ela pode ser bastante útil para pacientes que já estejam realizando psicoterapia. As sessões podem ser feitas no próprio consultório do psicólogo, contribuindo para dar maior aprofundamento e dinamismo ao tratamento.

O efeito de terapia mente-corpo é sistêmico, mobilizando todo o organismo. O fato foi evidenciado recentemente por pesquisadores da Universidade de Harvard, um dos centros mais avançados em neurociência e cognição do mundo. Essas pesquisas divulgaram que pacientes que sofriam de fraturas ósseas e ferimentos, quando tratados com hipnose, tiveram redução em até 60% no tempo de cura, quando comparados a outros pacientes que não receberam sugestões hipnóticas terapêuticas (GINANDES; ROSENTHAL, 1999).

Onde Realizar o Tratamento?
As sessões são realizadas no turno da noite, na clínica Dr. Henrique da Mota, Av Santos Dumont, 5753, s-206, Torre de Saúde São Mateus. O agendamento é feito com Sra. Marta (85) 3265-8300 e (85) 3265-8301. Para atendimento em clínica, hospitais, ou residência, consultar horários disponíveis.

Referências

GINANDES, C. S.; ROSENTHAL, D. I. Using hypnosis to accelerate the healing of bone fractures: a randomized controlled pillot study. Alternative therapies in health medicine, v.5, n.3, p.67-75,1999.

Qakley, D, Deeley, Q & Halligan, P (2007). Hypnotic depth and response to suggestion under standardized conditions and during fMRI scanning. International Journal of Clinical and Experimental Hypnosis, 55, 32-58.
Rossi, E. (1973b). Psychological Shocks and Creative Moments in Psychotherapy. The American Journal of Clinical Hypnosis, 16, 9-22.

Rossi, E (2002b). The Psychosocial Genomics of Therapeutic Hypnosis and Psychotherapy. Sleep and Hypnosis: An International Journal of Sleep, Dream, and Hypnosis, 4 (1), 26-38.

Rossi, E, & Cheek, D (1988). Mind-Body Therapy: Methods of Ideodynamic Healing in Hypnosis. NY: WW Norton.

Rossi, E (2005). The Memory Trace Reactivation and Reconstruction Theory of Therapeutic Hypnosis: The Creative Replaying of Gene Expression and Brain Plasticity in Stroke Rehabilitation. Hypnos, 32, 5-16.

Share this Post